• Acidente em fábrica de fogos faz duas vítimas fatais em Samonte

    Destroços dos barracões / imagem divulgada nas redes sociais – autor desconhecido.

    Dois funcionários da Fogos Apollo morreram em um acidente dentro da empresa na manhã desta sexta-feira(07).

    Cláudio Lima (38) natural de Guaratinga (BA) residia há muitos anos em Santo Antônio do Monte e trabalhava no setor de colação dos produtos.

    Alberto Monteiro (41), era natural de Contagem e atualmente residia em Lagoa da Prata. “Beto” manipulava pólvora branca. As duas atividades são consideradas de alta periculosidade e por isso, os operários trabalham com alguns centímetros de água no chão para evitar atritos.

    Todas as fábricas possuem brigada de incêndio e graças a ajuda da Brigada da Fogos Caruaru, empresa que fica ao lado da Fogos Apollo (as duas cerca de 8km de Samonte sentido Lagoa da Prata) e aos Policiais Militares, o incêndio foi contido rapidamente, evitando que se alastrasse para outros setores da indústria. A explosão aconteceu por volta das 7h30 e foi ouvida na área urbana do município.

    Destroços dos barracões / imagem divulgada nas redes sociais – autor desconhecido.

    Segundo a secretária municipal de Saúde, Carla Santos, as vítimas vieram à óbito no momento da explosão. “O Resgate municipal e o SAMU de Santo Antônio do Monte foram acionados e no local prestaram atendimento aos funcionários que estavam passando mal, porém, não atenderam as vítimas dos barracões porque estas vieram a óbito no momento da explosão”, esclareceu. As salas da UPA  e da Santa Casa também ficaram preparadas para os atendimentos de queimados, mas não foram utilizadas.

    Cláudio Lima, 38 anos, deixa esposa, três filhos e uma enteada.

    Alberto Monteiro, 41 anos, deixa esposa e filho.

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    A investigação da causa e demais circunstâncias do acidente ( clima propício – seco e frio, por exemplo) estão a cargo da perícia da Polícia Civil e de uma equipe do Exército Brasileiro, responsável pela fiscalização de explosivos.

    O prefeito municipal Dinho do Braz, que já perdeu um irmão e cunhado na mesma situação, lamenta o ocorrido e externa seus mais sinceros sentimentos às famílias e amigos dos dois operários.

    Agradecemos a direção da Fogos Apollo pelas informações fornecidas. Como podemos imaginar, estão todos abalados e aguardando a perícia para entender melhor o acontecido.

    “As fábricas de fogos, muitas vezes, reúnem operários da mesma família, como é o caso das duas vítimas. Estavam no local a esposa do Cláudio e o filho do Alberto. Uma tragédia na vida dessas pessoas com quem convivíamos todos os dias, não é possível mensurar a dor que estão sentindo.

    Neste momento, pedimos a Deus forças para todos nós, administração e funcionários. Que Ele nos dê discernimento e união para tomarmos as decisões acertadas e para sermos capazes de nos apoiar mutuamente.

    Saibam que cumpriremos todas as exigências legais para que as famílias do Cláudio e do Alberto não se sintam desamparadas neste momento de tanta dor”, enfatizou a diretoria da empresa.

    A Fogos Apollo está contando com o apoio do sindicato patronal das industrias de explosivo – SINDIEMG em todos os trâmites burocráticos. Em respeito à comoção de todos que trabalham ou possuem parentes que trabalham em fabrica de fogos, especialmente, aos que perderam seus entes queridos nesta sexta-feira, o organização do 1º Arraiá do Sindifogos informa o adiamento do evento que começaria hoje no clube dos trabalhadores. “Estamos todos em luto!”

     

     

    Sobre o autor:
    Patricia Borges
    Patricia Borges
    Editora e proprietária da Revista Ágora. Estudou Gestão da Comunicação Integrada/Publicidade e Propaganda na instituição de ensino PUC Minas Arcos. Alguém que acredita que mais importantes que as repostas, são as perguntas que a gente faz.
Tutores Hicks Aretesanais Sorrir Planta e La Griffe